sexta-feira, 1 de julho de 2022

Carne de frango: Guerra põe em risco mercado muito maior que o da Rússia e Ucrânia juntos

A guerra entre Rússia e Ucrânia eclode justamente quando eram grandes as perspectivas de aumento substancial nas exportações da carne de frango para os dois mercados. Os resultados do ano passado apontavam nessa direção.

Em 2021, a Rússia aumentou em mais de um quarto as importações do produto brasileiro, com isso gerando incremento de quase 54% na receita cambial. Foi nosso décimo principal mercado externo, respondendo por mais de 2% do volume e da receita cambial do setor.

A Ucrânia – que hoje, segundo o USDA, integra o grupo dos 10 maiores exportadores mundiais de carne de frango, colocando-se na sexta posição, à frente da China – tem, por essa razão, pequena participação nas exportações brasileiras. Mas ainda que em 2021 tenha sido apenas o 92º maior importador da carne de frango do Brasil, registrou, no ano, aumento de mais de 512% no volume adquirido e de 665% na receita cambial.

Oportuno inserir nesse grupo também Belarus – cujo território está servindo de acesso russo à Ucrânia – e tem-se, entre os três países, receita cambial próxima de US$170 milhões, aparentemente a mais sujeita a risco no momento.

Mas, independente das medidas que venham a ser adotadas pelo Brasil em relação à atitude russa, o que está em jogo é um mercado muitíssimo maior. Porque toda a logística de atendimento do Leste europeu está prejudicada. Assim, opostamente ao que ocorreu em 2020 (quando se confirmou a pandemia e os mares ficaram vazios), o que acontece agora são verdadeiros congestionamentos marítimos, sobretudo nos pontos mais próximos de acesso à região, o que prejudica o atendimento de vários outros países.

Espera-se que o bom senso prevaleça e que tudo comece a voltar ao normal o mais rápido possível, mesmo porque o mundo todo está sendo afetado. De toda forma, prevalece a percepção de que, plena ou parcialmente, o comércio de alimentos, ainda que enfrentando os percalços do conflito, será mantido.

Indicação nesse sentido, por exemplo, foi dada ontem (2) pelas duas maiores empresas de navegação marítima do mundo, Maersk e MSC. Ambas anunciaram que, aderindo à série de restrições já impostas por outros países à Rússia, suspenderam seus serviços marítimos em território russo. Mas excluem dessa medida o transporte de alimentos, produtos médicos e humanitários.

Ou seja: ainda que possam perdurar, os efeitos sobre a carne de frango e outros alimentos devem ser menores do que sobre as commodities não alimentares.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.