OvoSite
sexta-feira, 24 de novembro de 2023

Carne de frango em 2022: a produção por Unidade Federativa

Os dados finais do IBGE para 2022 com os resultados do processamento de frangos em abatedouros inspecionados no País indicam que o Paraná continua sendo a única unidade federativa brasileira a produzir e abater mais de 1 (um) bilhão de cabeças de frango anualmente. Aliás, mais de 2 bilhões pelo segundo ano consecutivo, o que representou aumento anual de 2,07% e gerou volume de carne de frango 3,68% superior ao de 2021.

Mas nem todas UFs aumentaram seus abates em 2022, daí redundando pequeno decréscimo (-0,02%) em relação ao ano anterior. Entre elas, três grandes produtores: Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Neste caso, o resultado negativo no número de cabeças abatidas se repetiu também no volume de carne produzida em Santa Catarina e em Minas Gerais. Mas não no Rio Grande do Sul, onde o volume de carne foi quase meio por cento maior que o de 2021.

Interessante notar, em relação à produção de carne de frango gaúcha, que ela – após a atualização dos parâmetros pelo IBGE – voltou a perder (ainda que por pequena diferença – 2% a menos) o terceiro posto para São Paulo. Mas o que chama a atenção, neste caso, é que o número de cabeças abatidas no Rio Grande do Sul foi mais de 25% superior ao de São Paulo.

A explicação para a aparente discrepância parece estar no fato de a produção gaúcha estar mais concentrada nos galetos (para consumo interno e/ou exportação), enquanto a produção paulista (preponderantemente destinada ao mercado interno) se baseia em aves mais pesadas.

Outra UF que perdeu posição foi Minas Gerais. Pelo parâmetro anterior ocupou, em 2021, o posto de quinto maior produtor. Agora surge na sexta posição, cedendo lugar para Goiás. Mas, neste caso, um segundo fator contribuiu para essa queda: a redução de 2,66% no volume de cabeças abatidas, daí resultado um volume de carne 0,39% menor.

Os dados do IBGE – atinentes, exclusivamente, à carne de frango produzida em abatedouros sob inspeção e que, portanto, não representam a produção total nacional – abrangem, individualmente, 16 Unidades Federativas. Ou seja: não foi especificada a produção de Rondônia, Acre, Amazonas, Tocantins, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Sergipe e Distrito Federal, todos por conterem apenas uma empresa informante. Não há referências sobre a produção de Roraima e Amapá.

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

Informativo diário | cadastre-se agora e receba diariamente a principais notícias do mercado gratuitamente

Canal Mundo Agro

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

Cobb-Vantress anuncia novo incubatório e ampliação de granja com investimentos de mais de R$ 70 milhões

Em ritmo de expansão, investimentos no país chegam perto de R$ 200 milhões para atender aos mercados do Brasil e da América Latina. Página 14.

SIAVS agora é Salão Internacional de Proteína Animal

Com nova marca e novo nome, #SIAVS2024 estabelece nova estratégia com presença nas diversas proteínas animais. Página 18.

imagem_03

Avicultura e suinocultura devem registrar altas de produção e de exportações em 2023

A produção de carne de frango deverá alcançar até 14,95 milhões de toneladas produzidas ao longo dos 12 meses de 2023. Página 20.

imagem_04

Ondas de calor: os benefícios do uso do spray de poliuretano na avicultura

Uma maneira eficaz de prevenir as perdas causadas pelas ondas de calor é a aplicação de spray de poliuretano para isolamento térmico nos galpões avícolas. Página 24.

Uso de probióticos em aves e suínos: fazendo a escolha correta

Os desafios e as necessidades são muito diferentes na cadeia de produção animal e, por esta razão, é importante que se procure entender as características de cada cepa. Página 48.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.