quinta-feira, 7 de julho de 2022

BRF usa aprendizagem de máquina para melhorar a experiência de clientes corporativos

Com Microsoft Azure Machine Learning, Companhia passou a oferecer recomendações cada vez mais assertivas aos varejistas a partir de portfólio com mais de 600 SKUS

Inteligência Artificial e Estatística Avançada estão cada vez mais presentes na BRF, uma das maiores produtoras de alimento do mundo. A Companhia utiliza tecnologia para melhorar a eficiência operacional e fazer recomendações de compras para seus milhares de clientes corporativos. A base da estratégia, cada vez mais orientada por dados da BRF, está no COE – Center of Excellence in Advanced Analytics -, localizado em Curitiba (PR), que adotou o Microsoft Azure Machine Learning para desenvolver e treinar modelos de aprendizado de máquina para melhorar os resultados de negócios e o relacionamento com a base de clientes B2B.

A BRF conta com uma equipe de analistas que buscam padrões de compra de clientes como mercearias, minimercados e padarias, e essas informações são compartilhadas com as equipes de vendas para contato com recomendações personalizadas para cada cliente. No Brasil, a empresa oferece mais de 650 SKUs para perfil, o que torna esse processo complexo.

Antonio Cesco, diretor de Tecnologia da BRF, explica que para automatizar os recursos de machine learning da empresa e criar processos replicáveis, as equipes de ciência e engenharia de dados da BRF implementaram, em três meses, três modelos usando ferramentas no Azure. O COE também usa recursos de operações de aprendizado de máquina (MLOps) para automatizar todos os estágios do desenvolvimento de seu modelo, desde o treinamento até a implantação.

“Antes da adoção da solução Microsoft, a obtenção de insights demorava, em média, dez dias, e não conseguíamos entregar as informações comerciais para nossa equipe de vendas em tempo hábil”, diz Alexandre Biazin, gerente executivo de Tecnologia da BRF. “Com o Azure Machine Learning, estamos unindo diferentes grupos de clientes e conjuntos de habilidades para que eles possam obter acesso rápido a dados valiosos”, completa.

Segundo Biazin, o acesso aos modelos e resultados para tomar decisões melhora a lucratividade, agilidade, eficiência e satisfação do cliente, uma vez que quanto mais assertivas forem as recomendações, mais rápida é a operação e a lucratividade. “Quando os clientes seguem pelo menos 70% das nossas recomendações, temos uma melhoria significativa nas vendas”, afirma.

O projeto teve início em 2021, quando a BRF começou a realizar um teste piloto de um sistema de recomendação para os analistas em sete de suas organizações de vendas. A equipe de ciência de dados realizou cálculos considerando os dados da cidade, histórico de compras e semelhanças entre os vários clientes e, em seguida, criou o mecanismo de recomendação.

“A primeira versão do sistema baseado no Azure Machine Learning foi construída em poucos dias, quando já ficou evidente os ganhos de usabilidade, em design e com os recursos para ajustar rapidamente vários conjuntos de dados, criar algoritmos e disponibilizar o sistema de recomendação para nossa equipe de vendas”, explica Biazin.

A BRF está democratizando e ampliando o alcance da Inteligência Artificial ​​em toda a empresa como resultado do aprendizado de máquina ágil e confiável em todas as unidades de negócios. “Reduzimos o tempo necessário para implantar novos modelos, o que aumentou a produtividade”, explica Cesco. “Com isso, a Companhia está cumprindo seu objetivo de monitorar sua cadeia de suprimentos, prever produtos e obter insights sobre os hábitos de compra dos clientes”, completa.

“Uma estratégia baseada em dados e na utilização de mecanismos como inteligência artificial e aprendizado de máquina se tornou um imperativo para a inovação nos negócios. Os resultados da BRF mostram como a adoção de tecnologia é uma aliada na estratégia de agilidade e lucratividade dos negócios”, diz Ricardo Fernandes, vice-presidente de Enterprise Business da Microsoft Brasil.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.