quinta-feira, 7 de julho de 2022

Brasil e China vão discutir formas de incrementar comércio de alimentos

Movimento toma outra dimensão no atual contexto de guerra, com a crise alimentar global e corrida de países para garantir seu abastecimento

O Brasil e a China examinarão formas de diversificar exportações brasileiras para o mercado chinês também na área alimentar, durante a reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), nesta segundafeira (23) em Brasília, segundo fontes.

A expectativa é incrementar exportações de milho, carnes e outros produtos vegetais para o mercado chinês, num movimento que toma outra dimensão com a atual crise alimentar global e corrida de países para garantir seu abastecimento.

Além disso, o Brasil quer mais transparência sobre suspensão de plantas autorizadas a exportar, o que às vezes ocorre de maneira que não é clara. Pequim tem usado argumentos de que alguns frigoríficos teriam registrado casos de covid19, para bloquear a entrada de carnes.

Com as múltiplas crises globais recentes, o Brasil se apresenta como uma ‘’janela’’ para investimentos americanos e europeus em energia sustentável e na área alimentar. E o sentimento em círculos do governo é de que sobretudo nessas áreas a China tem condições de investir mais no país.

Antecedendo a reunião da Cosban, Karin Vasques, pesquisadora da Universidade Fudan (Xangai) e professora da Jindal Global University (India), preparou um texto no qual avalia que as relações Brasil-China poderiam passar de uma “contestação” ideológica para uma “adaptação” pragmática sem necessariamente depender ou impedir as relações do Brasil com os Estados Unidos.

Ela examinou o grau de interação entre Brasil–China e Brasil–EUA e fez algumas conclusões sobre o período 1995-2020: primeiro, a de que as relações Brasil-China se intensificaram e diversificaram durante governos brasileiros de esquerda e direita, como visto na expansão da rede diplomática do Brasil na China, o crescimento do comércio e investimento bilateral e a convergência entre Brasil e China na governança global (como votos em resoluções de direitos humanos da ONU).

Segundo, o comércio Brasil–China e Brasil–EUA evoluiu em direção semelhante durante quase todo o período; terceiro, apesar da complementaridade entre as economias chinesa e brasileira, o comércio entre os dois países pode reproduzir a dependência que historicamente marca as relações comerciais Brasil-EUA.

Para Karin Vasquez, a orientação política do governo brasileiro teve um papel menos determinante na abordagem da política externa do país em relação à China. Estima que interesses de diferentes segmentos da sociedade brasileira e as forças concorrentes dentro do governo são possivelmente ainda mais complexos e determinantes do futuro das relações entre os dois países.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista AviSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias



Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:
OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

destaque-06

FACTA WPSA-Brasil 2022

Temas como sustentabilidade, gestão de pessoas para melhorar o desempenho das aves, otimização de custo e seu impacto fizeram parte da agenda do evento. Página 84.

destaque-02

A evolução da seleção genética de frangos de corte

O melhoramento genético de frangos de corte teve início no fim da primeira metade do século passado, por meio de um processo de seleção simples, sem muita tecnologia. Página 44.

destaque-04

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

Com a evolução e mobilidade dos dados, o cliente hoje pode estar em qualquer lugar e ter acesso às informações que estão sendo geradas para ele, uma vez que todas as pontas do processo possuem tecnologia em dispositivos móveis. Página 26.

destaque-05

Ferraz Parts: surge uma nova forma de produção de matrizes e capas de rolos para peletizadoras

Um novo setor, a mesma filosofia que consagrou a Ferraz Máquinas como a maior fabricante de equipamentos para rações animais do Brasil. Página 24.

destaque-07

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 88.

frango (93)

Com crescimento nas exportações de carne de frango, Brasil se mantém como maior exportador da proteína

Apenas em 2021 foram embarcadas 4,610 milhões de toneladas representando um montante de US$ 7,6 bilhões (FOB).  Página 30.

destaque-03

Melhoramento Genético Holístico

A produção de carne deve aumentar em 44 milhões de toneladas métricas até 2030, com 52% desse aumento representado pela avicultura. Página 50.

destaque-01

Entrevista: Ariel Mendes

Se falarmos em avicultura o nome de Ariel Mendes sempre estará em pauta, afinal, são mais de 40 anos dedicados ao setor, seja transmitindo conhecimento por meio de aulas ou à frente das principais entidades avícolas do país. Página 38.