Mercado Externo

Carne de frango: principais importadores dos EUA em 2017

A reabertura das fronteiras sul-africanas fez bem para as exportações norte-americanas de carne de frango: em 2017 o volume embarcado para aquele mercado aumentou 165%, desempenho que fez com que a África do Sul subisse de um remoto 20º lugar (posição registrada em 2016) para um destacado 9º lugar. Não só isso: a contribuição sul-africana foi fundamental para o crescimento de 2% nas exportações de 2017 dos EUA, pois o volume adicional enviado para aquele mercado (59,4 mil/t) correspondeu a 97% das 61,2 mil/t adicionais exportadas no ano pelos norte-americanos. Claro, a África do Sul não foi o único país a contribuir para o incremento observado, pois também aumentaram suas importações, entre outros, Cuba (+31,72%), Angola (+52,65%) e Filipinas (+14,55%). De toda forma, com esses incrementos, foram neutralizadas as quedas enfrentadas entre os demais 131 mercados de destino do frango dos EUA (50 mil/t a menos) e, em especial, as ocasionadas pelos dois parceiros dos norte-americanos no NAFTA, México e Canadá, cujas compras retrocederam mais de 50 mil toneladas. A registrar, apenas como curiosidade, que os EUA atenderam em 2017 o mesmo número de países que o Brasil: 141 no total. Mas enquanto o número de importadores do Brasil permaneceu estável (141 também em 2016), os EUA tiveram um importador a menos (142 em 2016).

(AviSite) (Redação)



Visite  www.avisite.com.br  - O Portal da Avicultura na Internet