Matérias-Primas

Milho: as novas previsões da CONAB para a presente safra

Em sua mais recente estimativa sobre a safra agrícola de 2018, a CONAB estima que a produção de milho do presente exercício pode chegar aos 92,3 milhões de toneladas, resultado que significaria queda de 5,6% sobre os 97,8 milhões de toneladas de 2017. Nessa estimativa a CONAB projetou redução de 17,3% na produção da primeira safra que, assim, recuaria de 30,4 milhões/t para cerca de 25,2 milhões/t. Já para a segunda safra – agora a principal – projeta-se, por ora, praticamente o mesmo volume alcançado no ano passado, com redução de apenas 0,3%. Prevê-se, dessa forma, que o volume da “safrinha” supere ligeiramente os 67 milhões/t. Se esses resultados se confirmarem, o suprimento deste ano – considerado o estoque inicial de quase 19 milhões de toneladas e importações de 400 mil toneladas – será quase 40% maior que o da safra 2015/16, de triste memória para o setor e o menor do qüinqüênio 2013/2017. Mesmo assim, é importante que se acompanhe o dia a dia do mercado, pois, apesar dessas perspectivas, o milho vem registrando altas. Nos primeiros dias de 2018, enquanto frango vivo e ovo enfrentam queda de preço, o milho segue caminho inverso. Já está quase 5% mais caro que em dezembro.

(AviSite) (Redação)



Visite  www.avisite.com.br  - O Portal da Avicultura na Internet