Mercado

Ovo volta a sofrer desvalorização frente ao frango

Basta simples visualização do gráfico abaixo para concluir que nos últimos cinco anos o ovo obteve valorização bem maior que a do frango. Para exemplificar, comparem-se as cotações alcançadas no primeiro semestre de 2017 com aquelas registradas no mesmo período de 2013: a valorização do frango vivo não passou de 8%; a do ovo superou os 36%. Aliás, foi no semestre inicial de 2017 que, pela primeira vez no quinquênio 2013/2017, a cotação da dúzia de ovos ultrapassou, por longo período, o valor pago pelo quilo do frango vivo. Anteriormente isso já havia ocorrido em 2013, mas durou apenas um mês. Em 2017 foram, praticamente, seis meses contínuos. Mas isso se perdeu a partir de agosto. Assim, considerada a cotação alcançada nos primeiros dias de dezembro, a dúzia do ovo voltou a registrar valor inferior a R$2,00, quantia que, no último biênio, só foi observado nos meses de janeiro, quando o ano ainda nem começou. Avaliando-se a evolução da equivalência entre um quilo de frango vivo e um quilo de ovos do tipo branco extra (16 unidades de 62,5 gramas cada) nos últimos cinco anos, observa-se que ela apresenta variação de quase 100% entre piores e melhores momentos. Dessa forma, por exemplo, em setembro de 2014, o ovo chegou a valer menos de 60% do valor do frango vivo. Já em abril deste ano, quando atingiu seu recorde histórico de preço, o ovo registrou valor 51% superior ao do frango vivo. Atualmente, na média dos quatro primeiros dias de negócios de dezembro, os preços de ambos praticamente se igualam, mas o valor do ovo é 4,5% menor que o de idêntico volume de frango vivo.

(AviSite) (Redação)



Visite  www.avisite.com.br  - O Portal da Avicultura na Internet