Edição 100
10 Anos
Revista do Avisite
Revista do Ovo
Encartes Especiais
Aplicativos
Notícias
Clippings
Informativo Semanal
Informativo Diário
AviGuia
AviSite
OvoSite
Links
Trabalhos Técnicos
Vídeos
Agenda
Cobertura
Legislação
Banco de Currículos
Classificados
Fórum
Relatórios
Busca Avançada
Contato
Publicidades
Patrocinadores
Assine já
Sexta-feira, 26/05/2017
Siga-nos:
Notícias Clippings Informativo Semanal Informativo Diário
NOTÍCIAS
Frango: lucratividade atual não repõe perdas acumuladas

Campinas, 18/05/2017 | 08:44
Fonte: AviSite | Autor: Redação

Ainda que os preços alcançados pelo frango no primeiro quadrimestre de 2017 sejam inferiores aos do mesmo período de 2016, o simples fato de os custos de produção virem recuando à razão de 3,5% ao mês leva muitos a concluírem que o setor vem registrando grande lucratividade. Nada mais falso. E se lucros vêm sendo obtidos, não repõem o que se perdeu não só em 2016, mas também em 2015.

Isso fica bem claro ao se analisar, a partir dos dados mensais da Embrapa Suínos e Aves, a evolução do custo de produção do frango e o valor por ele recebido pelo produtor. Como o custo levantado tem por base o estado do Paraná (aviário com climatização positiva), o preço do frango vivo é, também, o desse estado.

Partindo de janeiro de 2015, o que se observa é que na metade daquele ano (seis meses não consecutivos), o custo levantado superou o preço recebido. Em outros quatro houve, praticamente, um empate. E só no bimestre final do ano o preço alcançado pelo frango vivo superou o custo. Ainda assim, por margem mínima.

Com a explosão dos preços das matérias-primas, o ano de 2016 já começou com uma remuneração visivelmente aquém do custo registrado, situação que só foi revertida a partir de agosto e que teve seu melhor momento em novembro (preço de R$3,08/kg – valor 13% superior ao custo de R$2,72/kg). Mesmo isso, porém, ficou muito aquém do aumento de custo registrado, por exemplo, no mês de maio (custo de R$3,04/kg - quase 20% acima do preço recebido, R$2,54/kg).

Nos quatro primeiros meses de 2017 o preço alcançado pelo frango vivo superou o custo de produção levantado pela Embrapa Suínos e Aves. Mas um balanço desses 28 meses revela que os prejuízos persistem. Ou seja: os ganhos dos últimos meses ou mesmo do final do ano passado continuam insuficientes para repor as perdas acumuladas em 2015 e 2016. Isto, sem considerar que os ganhos deste ano vêm sendo obtidos à custa de uma produção visivelmente menor que a dos dois anos anteriores.


Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!






NOTÍCIAS RELACIONADAS

NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS











NOSSOS PARCEIROS
Receba as melhores informações sobre avicultura por e-mail.
Nome:
E-mail:
REVISTA ONLINE