Quinta-feira, 25 de Agosto de 2016

Produtor de frango trabalhou com prejuízo no primeiro semestre

No cenário internacional, as projeções conjuntas da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e da Agência das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) para o decêndio 2016/2025 indicam que o comércio internacional da carne de frango continuará crescente, mas a um ritmo bem mais lento que o observado no decêndio anterior. Nessa projeção efetuada, o crescimento anual chegará a 2,64%..

No cenário nacional, o levantamento mensal efetuado pela Embrapa Suínos e Aves mostra que em junho, o custo de produção do frango vivo (base: aviário com climatização positiva do estado do Paraná) atingiu novo recorde, alcançando valor de R$3,13/kg. .

Considerando o preço médio de comercialização do frango vivo no mercado paulista, o prejuízo do granjeiro chegou a R$0,32 por cada quilo de frango produzido em junho. Aliás, na comparação entre custo de produção e preço recebido, trabalhou no vermelho em todos os meses do primeiro semestre. .

As baixas verificadas no preço médio do milho e farelo de soja devem fazer o custo regredir em julho, ficando mais próximo do valor recebido pelo granjeiro. .

Segundo projeção da Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura referente as perspectivas da agropecuária brasileira nos próximos 10 anos, haverá crescimento anual de 2,6% no volume de carnes produzidas no Brasil. .

O crescimento anual da carne de frango será de 3%, ficando acima do crescimento verificado nas carnes bovina e suína e, assim, aumentando ainda mais sua representatividade no volume total: de 54% em 2015/2016, para 56% em 2025/2026. Nesse trabalho, também estimam que as exportações de carne de frango cresçam à média anual de 3%. .

A avicultura de corte enfrenta novo desafio interno: tramita na Assembleia Legislativa de São Paulo, desde fevereiro, projeto de lei (PL) que “obriga os abatedouros de animais (sic) do Estado de São Paulo a instalarem câmeras posicionadas em toda a linha de produção com transmissão em tempo real pela internet”. É preciso atuação mais efetiva do setor para que as empresas de São Paulo e do Brasil não saiam prejudicadas.

Nossos Parceiros
FatecHubbard do Brasil_Planalto
CevaPetersime
AdisseoAgroceres
bayerSafeeds
CobbBiovet
MerialAviagen
Yes