Segunda-feira, 27 de Junho de 2016

Aumento dos custos na avicultura tornam a atividade inviável

No cenário internacional, novos dados divulgados pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), indicam que o Brasil ainda não conseguiu superar a China na produção de carne de frango e, por isso, permanece como terceiro produtor mundial. Imbatíveis, os EUA continuam à frente dos dois países. A nova estimativa para 2015 indica 13,4 milhões produzidos pela China, enquanto o Brasil produziu 13,146 milhões. De toda forma, supõe que, em 2016, o Brasil alcance a vice-liderança.

Em outro trabalho divulgado, o USDA estima que os embarques brasileiros crescerão em representatividade mundial nos próximos 10 anos, passando de 36,4% em 2016, para 39,5% em 2025.

No cenário nacional, as exportações de abril alcançaram o segundo maior volume global já exportado pelo setor e superaram, também pela segunda vez, as 400 mil toneladas, mostrando o esforço do setor em abrir novos mercados e contribuir para dar mais sustentação ao mercado interno.

Infelizmente, porém, a avicultura de corte e postura tem convivido com o expressivo aumento das matérias-primas básicas utilizadas na alimentação das aves que estão tornando a atividade economicamente inviável.

No frango de corte, por exemplo, em fevereiro o custo levantado pela Embrapa atingiu R$2,91 enquanto o preço de venda alcançou R$2,65. Em abril, o custo alcançou R$2,86 - houve queda no preço do farelo de soja, que voltou a subir expressivamente em maio e redução no preço de compra do pinto de corte - enquanto a venda alcançou apenas R$2,68. Como a situação do consumidor final é claramente recessiva, o produtor não consegue repassar o aumento de custos ao produto. Os efeitos, com certeza, serão vistos mais à frente.

Em meio a essa calamidade produtiva, em maio foi sancionada a Lei nº 13.288 que trata, principalmente, dos contratos de integração, obrigações e responsabilidades nas relações contratuais entre produtores integrados e integrados.

Nossos Parceiros
Biovetbayer
basfAdisseo
AviagenMerial
CevaAgroceres
CobbSafeeds
YesPetersime
Hubbard do Brasil_Planalto